Rss Feed

doismiuinove parcero




' longe de casa eu percebi como dar valor as coisas boa que eu deixei, mas por favor, nem me lembre quanto tempo faz que eu já nem sei mais '

Quase me lembro do quarto escuro moldado aos olhos profanos dos piores pais, que paz que era poder fechar as portas e saber que aquela realidade era só minha e eles não podiam ver a insanidade que eu tinha, la dentro, lamentos, choro, muitos risos, as vezes era só isso que bastava pra eu ser feliz e ninguém enxergava que o sonho da menina era poder buscar o brilho das estrelas, olhando pra cima, eu vejo a discórdia implantada por todos os lados, fingindo sorrisos falsos, alimentando o diabo, vai vendo,
a loucura consome quem tem tem cabeça vazia, que fala o que não deve e busca a agonia, agora vai sentir a ira, a estaca cravada no peito, é o dia-a-dia..

' longe de casa eu percebi como dar valor as coisas boa que eu deixei, mas por favor, nem me lembre quanto tempo faz que eu já nem sei mais '

17 anos se passaram sem eu entender, muitas fases ruins pra me fazerem crer, que é paia se omitir pra poder viver, hoje eu faço o que quero, então vocês vão ver, quando eu mandar a letras cês vão ouvir o meu CD,
queria perdoar, mas quem sabe não á dar, o que se guarda no peito hj ninguém vai tirar..

' longe de casa eu percebi como dar valor as coisas boa que eu deixei, mas por favor, nem me lembre quanto tempo faz que eu já nem sei mais '

ignorar? que nada, nunca fui calada, 'para de falar assim', não fui criada na rua, mas ela sempre olhou por mim, muito mais que você, talvez, ela presenciou grande parte da minha história, dos corre às derrotas, a faca nas moca, sinceramente , agora é pra valer, vo curtir minha vitória.

noimemu;*

1 comentários:

Ray* disse...

gostei =)

Postar um comentário

Falaê!